Posts Tagged ‘Família’

Vou lhe fazer uma pergunta que nunca fiz a ninguém!

03/09/2012

A pergunta…

Vou lhe fazer uma pergunta,

Que nunca fiz a ninguém!

Quatorze dúzias de gatos,

Quantos pares de unhas têm?

A resposta…

Estrelinha do céu,

Me seja testemunha!

Quatorze dúzias de gatos

Têm mil e quinhentos pares de unha!

Gosto muito desses versos, pois eles misturam matemática, poesia, cultura popular e uma pitada de biologia. Faz um bom tempo que os decorei, eu ainda era criança. Eles me foram ensinados ou  pelos meus tios ou pelos os meus avós. Eles eram ditos em duas partes. Primeiro fazíamos a pergunta. Esperávamos as respostas de quem estivesse por perto, então recitávamos a nossa resposta apontando para o céu para dar mais “veracidade” ao que era dito. Era divertido.

O resultado final desse “folclore matemático” é uma estimativa bem próxima do valor exato. Pois, parece (não tenho certeza dessa informação) que os gatos têm 4 unhas em cada pata traseira e 5 em cada dianteira, totalizando 18 unhas, ou 9 pares delas. Portanto, 2 gatos terão 18 pares de unhas, 10 felinos resultam em 90 pares, logo uma dúzia desses animais têm 108 pares de unhas. Como 4 e 10 dúzias resultam respectivamente em 432 e 1080 pares, pode-se  concluir que quatorze dúzias totalizam 1512 (432+1080) pares de unhas.

Esse texto é pra comemorar o dia do folclore ocorrido em 22/08/2012.

Até o próximo artigo.

Texto do meu filho quando tinha 6 anos.

25/08/2012

Castelo grande e castelo pequeno

Era uma vez um castelo grande e rico. Que tinha uma rainha e um rei eles eram muito felizes. A rainha  teve um filho e o seu nome  era Pequeno e se mudaram para um castelo pequeno. E ai perderam toda riqueza. E viram que era triste fica sozinhos, perde tudo, não ter dinheiro e voltaram  pro castelo grande deram paz amor e felicidade e fim.

Autor: Felipe Lima

Como o texto nasceu

No dia 29 de março de 2009, o meu filho, que na época tinha 6 anos, me viu escrevendo um rascunho para a Maloca (este blog :-p ). Perguntou o que eu estava fazendo, eu expliquei. Em seguida vieram outras perguntas. Quando acabou o interrogatório, ele pediu para escrever uma “história pra Internet”. A minha esposa logo apoiou a iniciativa. Tive de sair do computador para que o pequeno “escritor” (Pai babão :-D) pudesse exercer sua criatividade. Depois de alguns minutos ele fez o pequeno texto acima.

Guardei o texto na área de rascunhos, pois tinha a intenção de publicá-lo no dia dos Pais, o tempo foi passando e nunca dava para publicar na data que eu queria. Acho que o meu filho acabou esquecendo que fez isso  porque nunca perguntou pelo texto.

Hoje resolvi publicá-lo,  afinal já se passaram mais de três anos. Não é no dia que gostaria, mas pelo menos é no mês dos Pais. 🙂

Pra mim, foi um presente daqueles que a gente guarda com carinho. Obrigadão Filho.

Aos pais que visitam a Maloca, um sincero e atrasado: “Feliz Dia dos Pais!”


%d blogueiros gostam disto: